Tempo, Path Dependence e Instabilidade: as Convergências entre Keynes e Sraffa

Nome: Gabriel Vieira Mandarino
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 01/06/2012
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Alain Pierre Claude Henri Herscovici Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Alain Pierre Claude Henri Herscovici Orientador
Antonio Carlos Macedo e Silva Examinador Externo
Ricardo Ramalhete Moreira Examinador Interno

Resumo: A dissertação analisa alguns tópicos convergentes nas teorias de Keynes e de Sraffa. Aborda a questão do tempo na teoria econômica e da path dependence na teoria neoclássica. Estuda o problema dos preços de produção e as condições para que eles funcionem como centros de gravidade. Através da Teoria Geral de Keynes, examina uma determinada forma de path dependence, aquela que diz respeito à influência das expectativas de curto prazo sobre as expectativas de longo prazo. Além disso, analisa como a teoria keynesiana trata dois temas específicos: um relacionado às flutuações endógenas da economia, e outro relacionado à instabilidade do processo econômico. Para tanto, utiliza, além da Teoria Geral, outros autores que trataram sobre o tema, como Harrod, Kregel e Setterfield. Por meio da teoria de Sraffa, mostra que não é possível formular um modelo com uma posição de equilíbrio de longo prazo. Tal fato resulta em instabilidade do processo econômico, em oposição à estabilidade gerada pelo modelo de crescimento de Solow. Por fim, trata sobre questões relacionadas à natureza do capital.

Acesso ao documento

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910