Construção de um indicador sistêmico-sintético de desenvolvimento sustentável: um olhar sob o Estado do Espírito Santo

Nome: Fabiano Venturim Canal
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 24/05/2012
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Gutemberg Hespanha Brasil Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Alexandre Ottoni Teatini Salles Examinador Interno
Gutemberg Hespanha Brasil Orientador
João Andrade de Carvalho Junior Examinador Externo

Resumo: A presente dissertação foi motivada pelo interesse em construir um índice sintético de desenvolvimento sustentável capaz de permitir também uma visão sistêmica da realidade pesquisada. Por sua natureza sintética e pelo seu caráter sistêmico, esse índice foi intitulado de indicador sintético-sistêmico de desenvolvimento sustentável. Elegendo como lócus de estudo o estado do Espírito Santo, definiu-se como objetivo geral deste trabalho construir um indicador sintético-sistêmico de desenvolvimento sustentável para o estado do Espírito Santo. De forma a atingir esse objetivo, a título de referencial teórico, foi abordada a temática do desenvolvimento sustentável e seus indicadores, e discorreu-se sobre a importância da adição da perspectiva sistêmica para a construção de um indicador de
desenvolvimento sustentável. Quanto à metodologia, tendo por base a estrutura e os indicadores do IDS-Brasil 2010, bem como variáveis da Pegada Ecológica e do ESI, foram selecionados 24 indicadores primários para este estudo, os quais foram transformados para valores entre zero em um, conferindo-lhes a propriedade de comensurabilidade. Aplicaram-se, então, três métodos para a agregação dessas variáveis: média aritmética; análise multivariada por componentes principais; e análise fatorial, de forma a se eleger o método de melhor adequação para medir o desenvolvimento sustentável para o estado do Espírito Santo. O procedimento
usado para verificar a significância das estimativas encontradas foi a inferência, e a análise fatorial foi o método escolhido, por ter apresentado, em média, o melhor coeficiente de determinação (R²). Por fim, os resultados obtidos por meio da análise fatorial foram analisados sob uma perspectiva sistêmica, criando-se com isso o
indicador sintético-sistêmico de desenvolvimento sustentável para o estado do Espírito Santo. Com a realização deste estudo almejou-se construir um índice capaz medir e apontar os pontos carentes de ações e medidas necessárias à efetiva governança institucional, social, econômica e ambiental do estado do Espírito Santo, como via para a promoção do desenvolvimento sustentável.

Acesso ao documento

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910