O ESPÍRITO SANTO NA SOCIEDADE DO CONHECIMENTO E DO APRENDIZADO – EM BUSCA DE NOVAS TRAJETÓRIAS DE DESENVOLVIMENTO

Resumo: O Espírito Santo foi, no final do Século XIX e na primeira metade do Século XX, a última área de expansão da fronteira agrícola do Sudeste brasileiro e, a partir da crise de sua formação sócio-econômico rural-monocultura exportadora, tornou-se o último estado dessa região a experimentar a transição para uma sociedade urbano-industrial. Apesar dessa inclusão retardatária no processo de desenvolvimento da Região Sudeste, a formação sócio-capixaba conforma-se hoje como uma economia de base bastante diversificada e bem distribuída espacialmente. O bem sucedido e acelerado processo de industrialização retardatária, combinado com a recente e vigorosa expansão de atividades nos diversos setores da economia, colocaram o Espírito Santo em posição econômica, social e política privilegiada. Falta, contudo, promover aquelas condições que permitam novos saltos de desenvolvimento, sobretudo qualitativos em direção à sociedade do conhecimento e do aprendizado. Essa, caracteriza-se principalmente por processos interativos entre esferas com óticas distintas (como as da produção, do conhecimento, da inovação e da geração de novas competências) que podem convergir através de processos fomentados de interação. Desta forma, este projeto visa promover estudos sobre as condições atuais e os elementos fundamentais para a construção, no Espírito Santo, das possibilidades e da concreticidade de fazer novos saltos de desenvolvimento direcionados para uma inserção mais positiva e consolidada na Economia do Conhecimento e do Aprendizado. Para isso, propõe sistematizar investigações (i) da estrutura produtiva atual da economia capixaba, apontando as possibilidades de que carreguem, no futuro próximo, conteúdo mais dinâmico, ou seja, aquele em que novos conhecimentos, novos aprendizados e a inovação sejam buscados de forma a assegurar a competitividade econômica estadual; (ii) da geração, e difusão do conhecimento gerado internamente ao Espírito Santo bem como sua capacidade de absorção de conhecimento gerados fora (do estado e do país), além de promover um diagnóstico da institucionalidade capixaba voltada para a geração de novas competências, essenciais para novos saltos qualitativos de desenvolvimento; (iii) da qualidade e aprofundamento da inserção do Espírito Santo em questões transversais de conhecimento (nano, biotecnologia, mudanças climáticas, inclusão social, por exemplo) e como tais elementos podem ser aplicados à realidade capixaba no sentido de promover esse desenvolvimento.

Data de início: 2009-12-01
Prazo (meses): 24

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Coordenador Arlindo Villaschi Filho
Vice-Coordenador Ednilson Silva Felipe
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910