ANÁLISE DOS MAPEAMENTOS, PARTICIPAÇÃO RELATIVA NA RENDA E POLÍTICAS PÚBLICAS VOLTADAS PARA A DINAMIZAÇÃO DE ARRANJOS PRODUTIVOS E INOVATIVOS LOCAIS - APLs

Resumo: As mudanças associadas à transição e consolidação do novo paradigma tecnoeconômico impõem a necessidade de novas formas e novos olhares sobre a construção das condições de desenvolvimento econômico. Um dos reflexos dessas importantes transformações é a exigência de novas políticas para o desenvolvimento nacional, regional e local. Dentro desta perspectiva, urge a necessidade de se debruçar sobre um novo arcabouço analítico, aquele que permita entender as novas formas de interação e os padrões sociais, tecnológicos, econômicos e institucionais que emergem em regiões distintas, mudando os requisitos de competitividade e capacitação.

Por outro lado, parte-se da premissa de que a inovação – motor do desenvolvimento, segundo Schumpeter – e todo o processo inovativo é altamente localizado e repousa na interação das firmas, instituições locais e regionais e outros organismos que direta ou indiretamente influenciam tal processo. Essa dinâmica espacial da inovação, empiricamente consistente, é o objeto desta proposta de estudo.

O conceito pelo qual se analisam tais interações (não somente entre firmas, mas entre elas, instituições e inclusive os agentes demandantes de tais produtos – ou serviços) localizadas em espaços específicos é o de Arranjos Produtivos Locais (APL), cunhado pelos estudos e capilaridade da Redesist

Data de início: 2011-04-01
Prazo (meses): 24

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Coordenador Ednilson Silva Felipe
Coordenador Arlindo Villaschi Filho
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910