Um estudo sobre a evolução das instituições e a natureza do desenvolvimento econômico a partir do segundo pós guerra

Resumo: A pesquisa consiste em dois aspectos centrais articulados. Em primeiro lugar, busca-se apresentar os componentes fundamentais da Economia Institucional Evolucionária (doravante EIE), que será utilizada como suporte teórico da pesquisa. A compreensão dos conceitos originais, categorias de análises e das principais relações derivadas delas, fornecerá o subsídio necessário para a utilização da metodologia proposta pela EIE na análise das teorias de desenvolvimento econômico, que é o segundo aspecto a ser estudado neste trabalho.
O programa de pesquisa da EIE teve seu início com os trabalhos de Thorstein Veblen, no final do século XIX, ainda que o nome da escola tenha sido concebido apenas mais tarde por Hamilton, em seu artigo de 1919. O contexto da ciência econômica no período de início desta escola ainda não mostrava o nível de maturidade e organização, enquanto ciência independente, que se observou mais tarde. Em parte em razão dessa menor diferenciação formal da ciência econômica e em parte graças às suas particularidades, a EIE caracterizou-se por uma ciência multidisciplinar. Este aspecto é extremamente importante uma vez que permite a utilização desta abordagem à teoria clássica do desenvolvimento econômico, além de abrir a possibilidade de discutir aspectos centrais relacionados à dicotomia entre desenvolvimento e sustentabilidade.

Data de início: 2017-03-01
Prazo (meses): 48

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Mestrado Alana Carvalho Ferreira
Aluno Mestrado Marcus Bruno Malaquias Ferreira
Coordenador Alexandre Ottoni Teatini Salles
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910