Histórico

Hoje, o PPGEco-UFES adota como benchmarking os melhores Programas de Pós-Graduação em Economia no País, em linha com as recomendações da CAPES e com as orientações da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da UFES. Neste sentido, um dos objetivos específicos do ME-UFES é o de elevar a sua nota na Avaliação Trienal da CAPES.

No caso particular da Economia Capixaba, o Mestrado em Economia da UFES apresenta especial atenção, tanto na oferta de disciplinas voltadas para a referida realidade, como na organização de Seminários de Pesquisa e Eventos, e também na orientação de dissertações de mestrado. Exemplo deste esforço é a participação do PPGEco como realizador das últimas versões do Encontro de Economia do Espírito Santo (http://www.encontroeconomiaes.com). Neste quesito, assume-se como objetivo específico do PPGEco uma maior inserção local e social, por meio de participação externa de pesquisadores nos mencionados Seminários de Pesquisa, e de Eventos como o Encontro de Economia do ES.

A importância do PPGEco para a formação acadêmica e profissional em Economia, no estado do Espírito Santo, pode ser averiguada ainda com base em seus titulados que hoje ocupam cargos de responsabilidade e relevância social em Órgãos Públicos, Governos e Empresas residentes no estado. De forma semelhante, o PPGEco tem, ao longo do tempo, formado Mestres que ingressam e titulam-se nos melhores cursos de Doutorado em Economia no Brasil, e após retornam para a UFES como professores, ou ainda passam a atuar em instituições de outros estados.

Citam-se os casos recentes dos professores Ricardo Ramalhete Moreira e Ednilson Silva Felipe, hoje professores permanentes do PPGEco, que ingressaram no Doutorado do IE/UFRJ em 2007 e se titularam poucos anos depois; ainda, dentre outros exemplos, temos o de Sérgio Fornazier Meyrelles Filho, Doutor em Economia pela UFMG em 2009; hoje atuando na Universidade Federal de Goiás e na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, respectivamente.

O PPGEco tem, por meio de sua Coordenação e em conjunto com o corpo docente, trabalhado para atender progressivamente às recomendações da CAPES para a Área de Economia, as quais podem ser auferidas pelos chamados Documentos de Área. Tem-se realizado atualizações na grade curricular do curso, a qual conta atualmente com as seguintes disciplinas: i) Obrigatórias – Microeconomia; Macroeconomia e Econometria; ii) Optativas – Política Monetária e Fiscal; Economia Brasileira, Economia da Energia e Regulação, Economia da Informação, Cultura e Conhecimento; Economia da Inovação e do Desenvolvimento Sustentável e Tópicos Especiais em Economia (Séries Temporais e Economia Financeira).

O PPGEco também tem adotado como objetivo específico, a partir de 2010, uma Sistemática de Ciclo Acadêmico, aprovada em Reunião de Colegiado, que estabelece normas e diretrizes para todo o intervalo de tempo em que os alunos regulares são registrados como discentes: de sua matrícula à defesa de dissertação. Portanto, foram elaborados prazos e datas limites específicos para: a) definição de orientador; b) entrega de Pré-Projeto; c) Qualificação de Projeto; d) Participação e Apresentação nos Seminários de Pesquisa e Dissertação; e) Submissão de Artigo para periódico; f) Defesa de Dissertação. Observa-se que, pelo item (e), foi incluído como requerimento para obtenção do título de Mestre a submissão de pelo menos 1 (um) artigo em periódico no 3º Semestre do Curso, com co-autoria de pelo menos 01 professor permanente do PPGEco. Esta exigência tem como finalidade a elevação do fluxo de produção intelectual discente e docente com vínculo a trabalhos de conclusão, também um dos objetivos específicos do Programa.

Em paralelo, a partir de 2010, desenvolvemos um mecanismo sistemático de Seminários de Dissertação, nos quais os mestrandos apresentam seus trabalhos e são obrigados a participarem de um número mínimo de eventos ao longo do Ciclo Acadêmico; No início do curso (1º Semestre), os novos alunos têm que participar de um semana de Metodologia: esta tem por objetivo apresentar as regras metodológicas fundamentais para a elaboração de Dissertações e Artigos Científicos.

Como suporte para a produção intelectual discente e sobretudo docente do PPGEco, existem hoje cinco grupos de pesquisa, quatro destes sendo cadastrados no CNPq. Em resumo, objetiva-se reforçar a inserção nacional, e não apenas local, do Programa, institucionalizar relações e intercâmbios com Instituições e Universidades Estrangeiras, regularizar e intensificar o debate acadêmico. A este respeito, os seminários do Grupo de Estudos em Macroeconomia (GREM), do Grupo de Estudo em Economia da Cultura, da Informação, da Comunicação e do Conhecimento (GEECICC) , do Grupo de Estudos em Organização Industrial (GEOI) e do Grupo de Pesquisa em Inovação e Desenvolvimento Capixaba (GPIDECA) funcionaram de modo satisfatório; tanto no que diz respeito à participação quanto ao fato de terem convidado professores/pesquisadores externos de renome. Esses grupos são cadastrados como grupos de pesquisa no CNPq.

Ademais, como exemplo de esforço no sentido de intercâmbios e relações internacionais do PPGEco-UFES está a partircipação do prof. Alain Herscovici no Projeto "Water and energy for favelas - incubator for young people business as social innovation by the preparation and implementation of models for water and electricity supporting in favelas of Rio de Janeiro based on local natural sources", que será desenvolvido a partir de 2012, pela UFES e as seguintes universidades e instituições: Ekonomická Univerzita V Bratislave (Slovakia), Žilinská Univerzita V Žiline (Slovakia), Univerzity of Economics (Prag / Czech Republic), Univerzity of Pardubice (Czech Republic), University of Granada (Spain), Pontifícia Universidade Católica (RJ-Brazil) e CAL Consultoria Ambiental LTDA (Brazil). A pesquisa contará com financiamento da European Commision.

As metas de suporte para os próximos anos consistem em manter o tempo médio de titulação, aumentar o número de professores permanentes, aumentar o fluxo das produções intelectuais do corpo docente/discente, mais especificamente das publicações em periódicos nacionais e internacionais com elevada classificação no Qualis/CAPES.

Outro objetivo específico do PPGEco tem sido aprimorar a qualidade e transparência dos dados e informações disponibilizados no site institucional, com informações novas a respeito de Bolsas, Produção Discente e Docente, Seminários, etc.

O PPGEco-UFES vê com bons olhos um ambiente saudável de produtividade e competitividade de seus docentes, com vistas ao alcance dos objetivos e metas mencionados. Em função disto, implantou-se, a partir de 2011, um Sistema de Avaliação Docente interno. Por meio deste sistema, são definidos os membros do corpo docente classificados como Permanentes ou Colaboradores. O Sistema de Avaliação Docente enfatiza a necessidade de elevação da produção científica em periódicos de reconhecimento amplo, bem como de integração dos docentes nas atividades acadêmicas através de Seminários, Congressos, obtenção de Convênios, etc. O sistema também busca incentivar a produção intelectual desenvolvida em co-autoria com membros do corpo discente, estabelecendo pontuação diferenciada nesse caso; ao mesmo tempo, pelo sistema, professores que estejam produzindo aquém dos objetivos do Programa recebem restrições para orientações de novos alunos. Isto tem como princípio concentrar as orientações pelos professores permanentes, cuja produção é avaliada pela CAPES.

Como é possível perceber, o PPGEco-UFES está atento às últimas avaliações trienais da CAPES e ratifica seu interesse em desenvolver os pontos que foram considerados frágeis nas mesmas. Em consonância, o Programa tem se empenhado na tarefa de inserir os discentes da graduação em suas atividades, seja por meio de Iniciação Científica, seja por meio de participação nos Seminários de Pesquisa. Hoje, contamos com uma estagiária que foi alocada especificamente para a divulgação e comunicação de eventos e oportunidades junto à Graduação. Os professores do corpo docente permanente têm desenvolvido projetos de Iniciação Científica, promovidos e apoiados pela Universidade.

Finalmente, a Coordenação do PPGEco-UFES reitera que estas informações são a pura expressão de estratégias de curto, médio e longo prazo, apoiada em atividades e ações consistentes e cujo resultado esperado para os próximos anos é, além da elevação de conceito junto à Avaliação Trienal da CAPES, o reconhecimento social, local, nacional e internacional da qualidade dos recursos humanos que se empenham nesta realidade, como contrapartida de benefícios para os cidadãos, através de pesquisa científica e formação acadêmica de excelência.

Alunos Formados e Matriculados:O programa já formou 204 mestres e conta com 41 alunos regularmente matriculados, todos no mestrado.

Nome dos coordenadores e coordenadores-adjuntos:

Período: 2016-2018
Coordenador: Ricardo Ramalhete Moreira
Coordenador Adjunto: Ednilson Silva Felipe

Período: 2014-2016
Coordenador: Ricardo Ramalhete Moreira
Coordenador Adjunto: Ednilson Silva Felipe

Período: 2012-2014
Coordenador: Ricardo Ramalhete Moreira
Coordenador Adjunto: Ednilson Silva Felipe

Período: 2010-2012
Coordenador: Alain Herscovici
Coordenador Adjunto: Robson Grassi/Ricardo Ramalhete Moreira

Histórico do conceito CAPES do programa:

Período de Avaliação: . . . . . Conceito:

2010-2012 . . . . . . . . . . . . . . 3
2007-2009 . . . . . . . . . . . . . . 3
2004-2006 . . . . . . . . . . . . . . 4
2001-2003 . . . . . . . . . . . . . . 4
1998-2000 . . . . . . . . . . . . . . 3
1996-1997 . . . . . . . . . . . . . . 3

Transparência Pública
Acesso à informação
Reuni

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910