Fragilidade financeira externa: uma análise da economia brasileira no período 1994-2012.

Nome: Andrea Fernandes Rodrigues
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 07/06/2013
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Alexandre Ottoni Teatini Salles Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Alexandre Ottoni Teatini Salles Orientador
Ana Carolina Giuberti Examinador Interno
Fabio Henrique Bittes Terra,Dr. Examinador Externo

Resumo: O objetivo deste trabalho consiste em analisar a evolução da fragilidade financeira externa da economia brasileira no período compreendido de 1994 a 2012. Para a sua realização, inicialmente foi realizado uma exposição da Hipótese de Fragilidade Financeira, de Hyman P. Minsky. Em seguida, aplicou-se a estrutura analítica do referido autor para economias abertas. Com isto, o instrumento de estudo utilizado para analisar a capacidade do país de enfrentar choques externos foi o índice de fragilidade financeira externa (IFE), desenvolvido por Paula e Alves (1999), a partir das informações do balanço de pagamento brasileiro. O índice e outros indicadores de solvência externa serão a base para a realização da análise econômica, juntamente com a tipologia da caracterização das posturas financeiras para o setor externo brasileiro proposta neste trabalho. Conclui-se que apesar da economia brasileira ter apresentado uma melhora nos indicadores de vulnerabilidade externa, é necessário a implementação de políticas voltadas para a expansão da capacidade produtiva e da competitividade da indústria nacional.

Acesso ao documento

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910