Um estudo de difusão de inovações tecnológicas: o caso do setor fornecedor de máquinas e equipamentos para a produção de rochas ornamentais do Espírito Santo

Nome: Maycon Chaga da Silva
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 29/05/2017
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Robson Antonio Grassi Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Angela Maria Morandi Examinador Externo
Ednilson Silva Felipe Examinador Interno
Robson Antonio Grassi Orientador

Resumo: A presente dissertação tem como objeto de estudo o setor de máquinas e equipamentos voltado para rochas ornamentais, no Espírito Santo, cujo maior propósito é identificar a forma de difusão tecnológica observada no setor. Para tanto, na análise, utiliza-se o referencial teórico nesochumpeteriano para a descrição de conceitos fundamentais ao processo inovativo, entre os quais, os de paradigma e trajetória tecnológica. A abordagem neoschumpeteriana destaca a importância dos aperfeiçoamentos tecnológicos como elementos essenciais ao processo de difusão, além da importância do direito de propriedade, como motivadores desse processo. Aperfeiçoamentos tecnológicos são constantes e essenciais para o desenvolvimento do setor de máquinas e equipamentos, todavia, a existência de direitos de propriedade é praticamente nula ou sem eficiência no setor, como comprovado pela pesquisa. Para o cumprimento do propósito denotado, principalmente devido à falta de pesquisas que pudessem servir como base para o aprofundamento no conhecimento sobre o setor, faz-se uso de entrevistas com fabricantes e pessoas que estiveram ligadas ao segmento. O setor de máquinas e equipamentos cresce junto ao setor de rochas ornamentais. Assim, torna-se interessante apresentar um panorama setorial do setor de rochas ornamentais, exibindo a cadeia produtiva com os principais elos e agentes envolvidos ao longo de cada etapa produtiva, além de descrever a situação mundial, brasileira e capixaba do setor. Ao fim, busca-se fazer uma descrição sucinta sobre a formação e desenvolvimento do setor de máquinas e equipamentos, destacando-se a empresa CIMEF como grande propulsora desse segmento, no Espírito Santo. Uma explanação, destacando os avanços das principais tecnologias utilizadas no processo de extração e beneficiamento, mostra que o maior avanço tecnológico ocorreu com a introdução do fio diamantado, inicialmente oriundo das pedreiras, mas que foi adaptado perfeitamente ao interior das serrarias, com os teares multifios. A dificuldade dos fabricantes em manter o direito de propriedade das inovações, por consequência, possibilita que a principal forma de difusão tecnológica constatada no setor de máquinas e equipamentos aconteça por intermédio da imitação. Processo que se diferencia da cópia, por conta do processo imitativo possibilitar a ocorrência de constantes aperfeiçoamentos tecnológicos, não observados com as cópias, que quando não realizadas de forma idêntica à inovação original, podem inviabilizar o funcionamento da nova tecnologia.

Acesso ao documento

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910