On Deriving Evidence from Input-Output Linkages: A Multi-Country Sectoral Total Factor Productivity Analysis

Resumo: Dentre as mais relevantes questões na agenda da literatura de crescimento econômico está a determinação de quais são as principais fontes de diferença de renda entre os países.

Diversos trabalhos apontam para a importância primordial de diferenciais de produtividade do trabalho e de produtividade total dos fatores (PTF) entre os países, por serem capazes de explicar amplas parcelas das defasagens de renda.

Além disso, novas ramificações da literatura, no estado da arte da pesquisa neste campo, dedicam-se a analisar o mecanismo por meio do qual diferenças nas produtividades setoriais são capazes de impulsionar o processo de realocação de recursos produtivos entre as diversas atividades econômicas e, em última instância, de influenciar os resultados agregados de produtividade.

Neste trabalho, buscaremos oferecer uma abordagem alternativa para a estimação da produtividade total dos fatores setorial. Para tanto, empregaremos a contribuição seminal de Long and Plosser (1983) para a literatura de ciclos reais de negócios, visando a elaborar medidas de PTF setoriais para países selecionados.

Nossa economia artificial utiliza insumos produzidos por diferentes setores para produzir cada um dos bens, os quais, por sua vez, podem ser empregados como insumo ou consumidos pelo agente representativo em um arcabouço de equilíbrio geral. Essa estrutura de insumo-produto é adequada a uma ampla gama de exercícios, antes inviáveis devido à escassez de dados apropriados, mas que agora podem ser desenvolvidos utilizando dados que foram apenas recentemente disponibilizados pela World Input-Output Database (WIOD).

A WIOD é a mais completa e atualizada base de dados cross-country existente, de maneira que sua publicação possibilitou o desenvolvimento de diversos estudos setoriais. Constam nela relevantes informações setoriais para 35 atividades econômicas e 40 países, cobrindo o período de 1995 a 2011.

Inicialmente mostraremos que, aliando os dados disponibilizados pela WIOD à estrutura de insumo-produto do modelo, é possível calcular séries inéditas de PTF setoriais para um conjunto de países que responde por mais de 85% do PIB mundial.

Uma vez de posse destas séries, buscaremos avaliar a importância quantitativa dos cost shares setoriais para o crescimento da produtividade setorial e agregada. Para tanto, realizaremos uma análise comparativa relacionando as taxas de crescimento da PTF setoriais e agregadas de alguns países selecionados, e conduziremos diferentes modalidades de exercícios contrafactuais.

Em suma, este trabalho ajuda a preencher uma importante lacuna na literatura de crescimento econômico. Devido ao aprofundamento da globalização de produtos e processos, é imperativo que investiguemos em qual medida cadeias globais de valor são importantes para a produtividade setorial de um dado país e, portanto, para seus resultados agregados.

Data de início: 2017-03-30
Prazo (meses): 72

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Coordenador Mariana Fialho Ferreira
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910