Histórico

Hoje, o PPGEco-UFES adota como benchmarking os melhores Programas de Pós-Graduação em Economia no país, em linha com as recomendações da CAPES e com as orientações da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da UFES. Neste sentido, um dos objetivos específicos do PPGEco-UFES é o de elevar a nota dos seus cursos de Mestrado e Doutorado na avaliação quadrienal da CAPES.

Ciente da sua importância no cenário regional, o PPGEco/UFES direciona uma especial atenção à Economia do Estado do Espírito Santo, tanto na oferta de disciplinas, como na organização de Seminários de Pesquisa e de eventos científicos, além da orientação de dissertações de mestrado e teses de doutorado. Um exemplo deste esforço é a participação do PPGEco como realizador das últimas versões do Encontro de Economia do Espírito Santo, em parceria com instituições de peso no Estado. Neste quesito, assume-se como objetivo específico do PPGEco ampliar cada vez mais a sua inserção local e social, por meio de participação externa de pesquisadores nos Seminários de Pesquisa, em bancas de defesa, na parceira em pesquisas científicas e na idealização de eventos, citando-se o Encontro de Economia do ES e o Seminário de Inovação, Propriedade Intelectual e Desenvolvimento (IPiD), além da participação na Semana de Avaliação gLocal.

A relevância do PPGEco para a formação acadêmica e profissional em Economia, no Estado do Espírito Santo, pode ser averiguada ainda com base em seus titulados que hoje ocupam cargos de responsabilidade e de destaque em Órgãos Públicos, Governos e Empresas residentes no Estado.

De forma semelhante, o PPGEco tem, ao longo do tempo, formado Mestres que ingressam e titulam-se nos melhores cursos de Doutorado em Economia no Brasil, e após retornam para a UFES como professores, ou ainda passam a atuar em instituições de outros estados. Citam-se os casos dos professores Ricardo Ramalhete Moreira e Edson Zambon Monte, hoje docentes permanentes do PPGEco, que cursaram o mestrado no programa e retornaram anos depois como professores efetivos da UFES. Dentre vários exemplos, temos egressos atuando em quadros docentes de diversas instituições federais de ensino e pesquisa pelo país afora. O curso de Doutorado em Economia, implantado no primeiro semestre de 2019, vem intensificar a contribuição do programa para a formação dos melhores quadros profissionais na área de Economia.

Pesquisa recente com os egressos do PPGEco/UFES comprova a inserção social do programa e sua relevância enquanto agente formador de recursos humanos de qualidade, não somente em docência, mas também em outras áreas do mercado de trabalho, seja em organizações públicas ou privadas.

Destaca-se que um número significativo de egressos ocupa cargos, inclusive de destaque, em instituições como: Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), Instituto Federal do Espírito Santo (IFES), UFES, UNICAMP, USP, UFG, UFPI, UEM, UFRRJ, UFF, faculdades particulares (como a FUCAPE), ministérios (Economia, Planejamento), agências regulatórias (ANAC, ANEEL), BNDES, Secretarias de Fazenda e de Planejamento do Governo do Estado, Banco do Brasil, BANDES, BANESTES, IBAMA, FINDES, PETROBRAS, prefeituras locais, instituições privadas como BRADESCO, etc.

O Espírito Santo tem notória reputação nacional no que tange à sua organização tributária e o PPGEco/UFES orgulha-se de formar pessoas que trabalham diretamente ou indiretamente nesse contexto.

O PPGEco tem, por meio de sua coordenação e em conjunto com o seu corpo docente, trabalhado progressivamente para atender a todas as recomendações da CAPES para a Área de Economia, as quais podem ser auferidas pelos chamados Documentos de Área. Tem-se realizado atualizações na grade curricular do curso, no ciclo acadêmico e também no regimento interno para acompanhar as demandas de um programa voltado para a formação de excelência.

O PPGEco adota, desde 2010, uma sistemática de Ciclo Acadêmico, que estabelece normas e diretrizes para todo o intervalo de tempo em que os alunos regulares são vinculados como discentes: de sua matrícula à defesa de dissertação/tese. São estabelecidos prazos e datas limites específicos para: a) definição de orientador; b) entrega de Pré-Projeto; c) Qualificação de Projeto; d) Participação e Apresentação nos Seminários de Dissertação e Tese; e) Submissão de Artigo para periódico; f) Defesa de Dissertação/Tese e g) Entrega da versão final da dissertação/tese e emissão do diploma. Observa-se que o item (e) foi incluído como requisito regimental para a obtenção do título de Mestre: a submissão de pelo menos 1 (um) artigo resultante da dissertação para periódico Qualis, em co-autoria com pelo menos 01 professor permanente do PPGEco, no caso do mestrado, e a publicação de artigo, no ciclo do doutorado. Esta exigência tem como finalidade a elevação do fluxo de produção intelectual discente e docente com vínculo a trabalhos de conclusão, também um dos objetivos específicos do Programa.

Em paralelo, desenvolvemos um mecanismo sistemático para os Seminários de Dissertação e de Tese, nos quais os discentes apresentam seus trabalhos e precisam participar de um número mínimo de eventos ao longo do Ciclo Acadêmico. Logo no começo do curso, os alunos ingressantes passam pelo Nivelamento em Estatística. No início do 2º semestre, os novos alunos têm que participar do curso intensivo em Metodologia da Pesquisa em Economia, que apresenta as regras metodológicas fundamentais para a elaboração de dissertações, teses e artigos científicos.

Como suporte para a produção intelectual discente e sobretudo docente do PPGEco, existem hoje seis grupos de pesquisa e estudos cadastrados no CNPq. Através da pesquisa científica, o programa pretende ampliar a sua inserção nacional e internacional; institucionalizar relações e intercâmbios com Instituições e Universidades Estrangeiras; regularizar e intensificar o debate acadêmico. Nesse ínterim, os seminários do Grupo de Pesquisa em Econometria (GPE), do Grupo de Estudos em Macroeconomia (GREM), do Grupo de Estudo em Economia da Cultura, da Informação, da Comunicação e do Conhecimento (GEECICC) , do Grupo de Estudos em Organização Industrial (GEOI) e do Grupo de Estudos em Instituições, Desenvolvimento Econômico e Sustentabilidade (GPIDES) funcionam de modo a multiplicar a sua atuação; tanto no que diz respeito à participação de discentes da graduação e da pós-graduação, quanto ao fato de terem como participantes professores/pesquisadores externos de renome.

As metas de suporte para os próximos anos consistem em manter o tempo médio de titulação, aumentar o número de professores permanentes, aumentar o fluxo das produções intelectuais do corpo docente/discente, mais especificamente das publicações em periódicos nacionais e internacionais com elevada classificação no Qualis/CAPES e aumentar a visibilidade do programa, inclusive no que tange à sua internacionalização.

Atualmente, nota-se a consolidação de uma tendência de crescimento qualitativo do PPGEco/UFES em termos dos quesitos avaliados pela Área, principalmente a produção intelectual nos estratos mais altos da classificação do Qualis, o que é confirmado também com o fato de, a partir de 2019, o Programa passar a contar com 4 bolsistas de produtividade CNPq, sendo dois deles em nível 1.

O PPGEco-UFES, com vistas a garantir a sustentabilidade de seu planejamento estratégico e para garantir um ambiente saudável de produtividade e competitividade de seus docentes e discentes, implantou, a partir de 2019, um processo contínuo de auto avaliação, realizado por comissão composta por docentes, estudantes, egressos e representantes da sociedade. O Planejamento Estratégico do programa, de mãos dadas com a auto avaliação, pretende manter-se em linha com as principais demandas locais, nacionais e também internacionais.

Outro fator importante está na internacionalização do PPGEco/UFES, que remete à participação dos seus docentes em congressos internacionais, inclusive com participação em suas comissões científicas. A participação e apresentação de trabalhos em eventos no Exterior têm sido consolidadas e também há crescimento. Com o apoio do Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior - PDSE-CAPES, temos o primeiro doutorando a realizar parte de sua pesquisa em instituição no exterior (o primeiro de muitos que virão).

Como é possível perceber, o PPGEco-UFES está atento às últimas avaliações da CAPES e reforça seu interesse em desenvolver-se e evoluir cada vez mais. O Programa busca inserir os discentes da graduação em suas atividades, seja por meio de Iniciação Científica, seja por meio de participação nos Seminários de Pesquisa, em Grupos de Pesquisa e em demais eventos promovidos pelo programa. Os professores do corpo docente permanente têm desenvolvido projetos de Iniciação Científica promovidos e apoiados pela Universidade e por agências de fomento.

Finalmente, a Coordenação do PPGEco-UFES reitera que todas as informações apresentadas são efeitos das estratégias de curto, médio e longo prazo, apoiadas em atividades e ações consistentes e cujo resultado esperado para os próximos anos é, além da elevação de conceito junto à Avaliação Quadrienal da CAPES, o reconhecimento social, local, nacional e internacional da qualidade dos recursos humanos que se empenham nesta realidade, como contrapartida de benefícios para os cidadãos, através de pesquisa científica e formação acadêmica de excelência.

Alunos Formados e Matriculados:O programa já formou 246 mestres e conta com 40 alunos regularmente matriculados, sendo 30 no mestrado e 10 no doutorado.

Nome dos coordenadores e coordenadores-adjuntos:

Período: 2020-2022
Coordenador: Edson Zambon Monte
Coordenador Adjunto: Alexandre Ottoni Teatini Salles

Período: 2018-2020
Coordenador: Robson Antonio Grassi
Coordenador Adjunto: Edson Zambon Monte

Período: 2016-2018
Coordenador: Ricardo Ramalhete Moreira
Coordenador Adjunto: Ednilson Silva Felipe

Histórico do conceito CAPES do programa:

Período de Avaliação: . . . . . Conceito:

2013-2016 . . . . . . . . . . . . . . 4
2010-2012 . . . . . . . . . . . . . . 3
2007-2009 . . . . . . . . . . . . . . 3
2004-2006 . . . . . . . . . . . . . . 4
2001-2003 . . . . . . . . . . . . . . 4
1998-2000 . . . . . . . . . . . . . . 3
1996-1997 . . . . . . . . . . . . . . 3

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910